Opinião: Vírus Comunista

Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O ministro das Relações Exteriores, o Sr. Ernesto Araujo afirmou essa semana que a Covid-19 é um COMUNAVÍRUS. Em texto, afirma que o Coronavírus “faz despertar novamente o pesadelo comunista”.

Essa afirmação é tão descabida que mais uma vez o Brasil passa por vergonha internacional. É inimaginável que alguém com o mínimo de estudo caminhe para esse tipo de raciocínio.

Se fosse uma piada em algum programa humorístico seria hilária, mas vindo de um Ministro de Estado é triste e nos dá mais certeza que estamos sendo governado por incapazes. O Sr. Ernesto evidentemente pega carona na palavra “Comunismo” que na cultura brasileira tornou-se um palavrão.

Desde a época de Getúlio, depois com Jango, e mais recentemente na eleição de Bolsonaro, as palavras Socialismo e Comunismo se transformaram em “perigosos inimigos dos brasileiros”.

Para os defensores de Bolsonaro, todos aqueles que são contra o Governo são comunistas. Até o Governador João Dória, que rompeu com o Presidente, está sendo taxado de Comunista.

Evidente que a grande maioria das pessoas que reproduzem esse discurso preconceituoso não sabem e nunca estudaram o que é o Socialismo e Comunismo. Para se criticar precisa conhecer. Pode-se concordar ou discordar desses sistemas de governo, mas precisamos ter base de argumentação para defendermos nossas teses.

Esse mesmo raciocínio vale para aqueles que defendem o AI-5, a volta do Regime Militar, fechamento do Congresso, fechamento do STF e outros absurdos que vão contra a Constituição. A falta de conhecimento histórico está fazendo de parcela da população defender bandeiras que se voltarão contra eles mesmos.

Em passado recente o preconceito de raça era forte e muito comum. Principalmente com os negros. Hoje as piadas e brincadeiras que antes faziam parte do cotidiano, praticamente sumiram. As palavras “Socialismo” e “Comunismo”, também cairão em desuso como ofensa. Pode-se discordar das teses que elas representam, mas isso deve ser tratado com debate e argumentos.

A afirmação do Ministro Ernesto Araujo, além de desqualificada de qualquer lógica, será motivo de estudo nos livros de história, de como a ignorância humana, para alguns indivíduos, pode ser tão baixa em inteligência.

Deixe seu comentário :D

%d blogueiros gostam disto: