Prefeitura divulga novos métodos de pagamento da passagem

Assim como o transporte sobre trilhos fez recentemente, agora nos ônibus da capital será possível pagar a passagem com cartão de crédito ou débito e por aplicativo de celular. Os testes começam dia 16.

Edson Caram, Milton Leite e Bruno Covas (esquerda para direita), durante demonstração em um ônibus, dos novos meios de pagamento.
A Prefeitura de São Paulo através do Prefeito Bruno Covas, Secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram e do presidente da SPTrans Paulo Cézar Shingai, anunciaram os novos métodos de pagamento da tarifa nos coletivos da capital paulista.

A partir de segunda-feira dia 16, em ônibus de 12 linhas da cidade, o passageiro poderá pagar a tarifa não só com o bilhete único e dinheiro como é atualmente, mas também com cartões de crédito e débito apenas aproximando eles do validador (tecnologia NFC) e pelo celular com aplicativo. Inicialmente cada ônibus terá a tarifa paga nesta modalidade cobrada separadamente, ou seja, não é possível ter integração por enquanto, caso o pagamento for realizado desta forma.

No começo os cartões aceitos são das bandeiras MasterCard e Visa e precisam contar com o sistema de aproximação para que seja efetuada a cobrança o NFC. Segundo a prefeitura, essa é mais uma ação para trazer agilidade e praticidade aos paulistanos e visitantes em seus deslocamentos pela cidade. Além de cartões de crédito e débito, smartphones, smartwatches e cartões pré pagos também são aceitos.

Durantes os testes 12 linhas em diferentes pontos da cidade, vão contar com o novo dispositivo de pagamento. São as seguintes linhas:

675R/10 – Grajaù – Metrô Jabaquara
715M/10 – JD. Maria Luiza – Largo da Pólvora
807M/10 – Term. Campo Limpo – Shopping Morumbi
908T/10 – Term. PQ. Dom Pedro II – Butantã
917M/10 – Morro Grande – Metrô Ana Rosa
917M/31 – Morro Grande – Metrô Ana Rosa
2002/10 – Term. Bandeira – Term. PQ Dom Pedro II
2590/10 – União de Vila Nova – PQ. Dom Pedro II
4031/10 – PQ. Santa Madalena – Metrô Tamanduateí
5129/10 – JD. Miriam – Terminal Guarapiranga
5129/41 – JD. Miriam – Santo Amaro
6030/10 – Unisa-Campus – Term. Santo Amaro
9300/10 – Term. Casa Verde – Term. PQ. Dom Pedro II
9500/10 – Term. Cachoeirinha – Praça do Correio

Juntas estas 14 linhas transportaram no mês de Junho de 2019 o total de 2.911.155 passageiros.

A princípio o teste será feito por 90 dias e neste período a gestão municipal vai avaliar os prós e contras e se a adesão foi satisfatória ou não. Durante a coletiva, o prefeito Bruno Covas, Edson Caram e Paulo Shingai explicaram sobre o novo sistema:

“É um projeto piloto e por isto as empresas de cartão precisam ter uma garantia que o sistema está funcionando para aos poucos ir expandindo. Ele [o projeto] é sem custos para a SPTrans e para a Prefeitura. É uma iniciativa das empresas dos cartões (Mastercard, Elo e Visa)” disse Edson Caram.

“No momento o sistema não faz a leitura que a pessoa já passou [em outro ônibus no tempo de integração], por isto é uma fase de testes” disse Covas ao ser questionado se o passageiro teria que pagar cada passagem em um ônibus, sem integração.

Recentemente estações do Metrô e CPTM também passaram a aceitar nova forma de pagamento, no caso os bilhetes por QR Code. Na primeira semana 21 mil bilhetes já foram comercializados.

Deixe seu comentário :D

%d blogueiros gostam disto: