Parque da Aclimação tem data para reabrir

Local deverá seguir medidas de segurança e distanciamento

Caso tudo corra bem, a previsão da possível reabertura do Parque da Aclimação é para dia 21 de julho, segundo informe da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente (SVMA) enviado aos funcionários. 

Uma vez que permitido o retorno, sem nenhum agravamento da situação pandêmica na cidade de São Paulo, o local deverá preservar medidas de segurança e distanciamento social. O retorno de atividades ao ar livre ainda não possui protocolo definido.

Após a volta do funcionamento de shoppings, o governo do estado de São Paulo, em conjunto com a Prefeitura da capital, é quem estuda a autorização para reabrir alguns parques da cidade e permitir atividades externas.

Questionado sobre porque centros comerciais serem reabertos antes de ambientes ao ar livre, o coordenador do Centro de Contingência da Covid-19, Carlos Carvalho, em entrevista no Palácio dos Bandeirantes nesta quinta-feira, dia 18 de junho, diz que a decisão foi tomada por questões econômicas, além de haver maior controle sobre aglomerações em shoppings do que em parques.

“No shopping você tem um controle maior do que no parque, que favorece aglomerações. No primeiro momento, o parque foi visto como potencial de aglomeração e como não sabíamos como seria na reabertura a decisão foi de ser cauteloso”, explica Carvalho. Contudo, aglomerações são registradas em ruas de comércio e dentro de shoppings, além de pessoas praticando exercícios nos arredores dos parques.

Enquanto fechado, três pessoas foram retiradas por seguranças ao invadir o Parque da Aclimação para realizar atividades lá dentro. Nenhum Boletim de Ocorrência foi aberto. Invasores pensavam que o espaço estava vazio e sem supervisão, porém muito pelo contrário.

A administração do Jardim da Aclimação trabalha a pleno vapor, já finalizou as obras dos três parquinhos infantis, removeu aproximadamente 30 árvores, entre quedas e supressões, da mesma forma que plantou 16 mudas, e aguarda mais plantas do Viveiro Manequinho Lopes para zerar a diferença entre remoções e plantios.

O Parque também realizou reparos hidráulicos, em muros, manteve a roçagem, capinagem e podas em dia, além de fazer a manutenção básica, estrutural e pintura de guias. O espaço do Bosque e o Jardim Japonês também foram revitalizados neste período.

 A notícia é recebida com ânimo por aqueles que frequentam o Parque da Aclimação e, mesmo durante a quarentena, não deixaram de praticar atividades físicas em torno do espaço, podendo apenas olhar para dentro do xodó do bairro, o que evidencia o apreço e respeito tido pelo ambiente.

A sociedade comemora a possível a reabertura das áreas verdes, mesmo que a previsão seja longínqua. Ao que tudo indica e se tudo correr bem, no fim de julho, frequentadores poderão matar a saudade desta que é a primeira área verde tombada na cidade de São Paulo. O Jardim da Aclimação estará pronto para receber seu povo, devolver alegria a quem passa por lá e cuidar da saúde de seus frequentadores.

 

Daniel Yazbek

Deixe seu comentário :D

%d blogueiros gostam disto: