Governo de São Paulo entrega nova estação do Metrô

O Governo do Estado com a presença do Governador, João Dória, entregou para a operação a nova estação do monotrilho da Linha 15-Prata, Jardim Planalto. A estação tem a expectativa de atender o número de 12 mil pessoas por dia e é a sétima estação da linha que agora liga o bairro da Vila Prudente até o final da Av. Anhaia Mello e na altura do 9800 da avenida Sapopemba.

“Foi uma das primeiras obras que determinamos a retomada no metroviário em São Paulo, e gradualmente vamos entregando as novas estações do Metrô e aqui para a zona leste é a prioridade absoluta.” disse Dória.

Foto: Divulgação Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM)

A nova estação possui acessibilidade com escadas rolantes, elevadores, sinalização de piso tátil, câmeras de segurança e portas automáticas de plataforma. A nova parada fica no número 9850 da Avenida Sapopemba, esquina com a rua Francisca Marinho, no bairro do Jardim Planalto e ao lado do Conjunto Habitacional Teotônio Vilela e ja´funciona em horário completo, operando todos os dias das 4h40 da manhã até meia noite.

Histórico

A construção da Linha 15-Prata começou em 2009 com a promessa de ser entregue para a Copa do Mundo de 2014 e ligar a Vila Prudente até o bairro da Cidade Tiradentes, com 26 km de extensão e 18 estações, o que em partes foi realizado, com a entrega de duas estações (Vila Prudente e Oratório) em 30 de agosto, logo após a Copa. Após 4 anos, as estações São Lucas, Camilo-Haddad, Vila Tolstói e Vila União foram entregues nas maratonas de inauguração do Governo do Estado sob a gestão de Geraldo Alckmin, inclusive com as estações não estando 100% concluídas, recebendo pequenos reparos dias depois.

Jardim Planalto está sendo entregue com atrasos e a expectativa é que em Dezembro deste ano, Fazenda da Juta, Sapopemba e São Mateus devem ser entregues e no ano de 2021 a estação Jardim Colonial no bairro do Iguatemi, a décima primeira estação. O trecho seguinte até Cidade Tiradentes segundo o Metrô não foi esquecido, mas é atualmente tratado como “não prioritário”, portanto sem data determinada para conclusão.

Deixe seu comentário :D

%d blogueiros gostam disto: