Filho de Fernandão segue passos do pai no time Sub-17 do Internacional-RS

Foto: Ricardo Duarte/Inter

Aos 17 anos, Enzo atua como centroavante no juvenil da equipe colorada, após ter iniciado a carreira jogando no meio de campo, assim como pai

O jovem Enzo Bizzotto Costa, filho de Fernanda Bizzotto e do ex-jogador Fernando Lúcio da Costa (o Fernandão), morto num acidente de helicóptero há exatos 6 anos, assinou seu primeiro contrato profissional no ano passado e se destaca nas categorias de base do Inter, onde o pai é ídolo.

Fisicamente, são poucas as semelhanças de Enzo com Fernandão, mas ele possui um estilo de jogo e uma movimentação que lembram muito os do Eterno Capitão Colorado.

Desde bem pequeno, Enzo sempre acompanhou e frequentou os treinamentos e concentrações dos times pelos quais o pai jogou na carreira. Nascido em Goiânia e revelado pelo Goiás em meados dos anos 90, para onde retornou em 2008, Fernandão também passou pelo São Paulo em 2010, além de ser ídolo no Internacional e de ter jogado nos times franceses Olympique de Marseille e Toulouse, e no Al-Gharafa, do Qatar. O ex-jogador ainda chegou a ser dirigente e treinador do Colorado entre os anos de 2011 e 2012, além de comentarista esportivo do canal SporTV até falecer no trágico acidente aéreo de 7 de junho de 2014, quando Enzo tinha apenas 11 anos.

Atualmente, além do incentivo e dos ensinamentos da mãe Fernanda, Enzo conta com a torcida da irmã gêmea Eloá, sempre presente em seus jogos pelas categorias de base do Inter no Estádio Beira-Rio.

Em 2016, num amistoso comemorativo pelos 10 anos da primeira conquista da Taça Libertadores da América do Internacional, Enzo foi convidado a jogar e representar o pai em campo, em meio a vários craques daquele time colorado, também campeão mundial de 2006 e do qual Fernandão era o capitão. O jovem marcou um dos gols da partida e se emocionou muito ao homenagear o pai e ser levantado por alguns de seus ídolos na comemoração. “Todo gol que faço, dedico para ele. Ajoelho e aponto para o céu em homenagem a ele”, afirma Enzo.

Antes meia e hoje centroavante, Enzo espera em breve ser titular do Internacional e ainda sonha em chegar à seleção brasileira. Porém, o momento agora é de buscar uma chance nos Juniores do Colorado, atual campeão da Copa São Paulo, antes de jogar no time principal.

“Eu fiquei muito feliz [com o contrato assinado]. É meio que uma prova que as coisas podem dar certo, que está indo no caminho certo. Mas também não quer dizer nada. Em dois anos, acaba o contrato e, se eu não for bem, não tem garantia que vou ficar”, diz Enzo em entrevista exclusiva à RBS TV.

O jovem atacante admite que a velocidade não é seu forte e, tal qual o pai, ainda precisa “ler” a jogada e tentar antecipá-la. Ele confessa também que as comparações com Fernandão já o incomodaram mais. No entanto, ao assistir e relembrar lances do ex-jogador na internet, obrigou-se a aceitar a proximidade das características de ambos.

“Quando era mais novo, não é que atrapalhava, mas eu ouvia e dava mais bola para essas coisas. Hoje, se escuto, agradeço e fico muito honrado quando me comparam com o meu pai. Mas não levo tão a sério porque vai ser muito difícil chegar aonde ele chegou. Cada um tem seu jeito e suas características dentro de campo”, finaliza Enzo.

 

Douglas Gomes

Deixe seu comentário :D

%d blogueiros gostam disto: