Evo Morales renúncia na Bolívia e acusa grupos violentos

Após 13 anos no poder da Bolívia, o ex-presidente Evo Morales anunciou que estava deixando o cargo.

Reprodução Agência brasil

“Eu denuncio ao mundo e ao povo boliviano que um policial anunciou publicamente que ele foi instruído a executar um mandado de prisão ilegal contra mim; da mesma forma, grupos violentos assaltaram minha casa. Os golpistas destroem o estado de direito”, escreveu o ex-presidente.

De acordo com Evo, um policial tinha uma “mandado ilegal” e isto é um golpe contra seu governo.

Pouco antes de renunciar, María Eugenia Choque Quispe, presidente do Tribunal Superior Eleitoral da Bolívia, foi presa após renunciar ao cargo.

O comando das Forças Armadas e opositores pediram sua renúncia. Morales anunciou hoje a convocação de novas eleições, mas horas depois decidiu deixar o cargo em uma tentativa de pacificar o país.

Repórter: Vitor Gomes
Fontes: Portal Uol e Twitter

Deixe seu comentário :D

%d blogueiros gostam disto: