Em defesa do Parque da Aclimação

Em defesa do Parque da Aclimação

Consumir na região
Foto: Blog Lopes

A luta em defesa do Parque da Aclimação teve o apoio de várias forças políticas e lideranças da região desde que se tornou área municipal.

A história de preservação de uma das principais áreas verdes da cidade desde seu Tombamento em 1985, reuniu uma frente democrática de representantes de partidos políticos, lideranças e comunidade.

Quando em janeiro de 1983 a Prefeitura de São Paulo cedeu um pedaço do Parque ao Colégio Anglo Latino por 40 anos, aconteceu uma grande mobilização contrária a esse decreto. Vivíamos a retomada da Democracia no país e muita gente estava se conscientizando da necessidade de lutarmos juntos por uma causa justa.

A luta foi vitoriosa e muitas pessoas da comunidade, parlamentares e representantes de vários partidos juntamente com o Jornal do Cambuci, conquistaram uma vitória histórica para a preservação de áreas verdes urbanas. Essa experiência foi uma demonstração de que o Parque da Aclimação é prioridade e está acima de disputas políticas.

Anos depois, o Jornal e a Associação de Usuários do Parque da Aclimação (ASSUAPA), decidiram iniciar uma luta pela despoluição do Lago. O cheiro para os frequentadores estava insuportável.

O Prefeito era o Celso Pita, que através de pedidos dos vereadores Domingos Dissei e Dalton Silvano, assinou um convênio com a Sabesp. Foi instalada uma estação de tratamento de água atrás da Concha Acústica. Então, técnicos da Sabesp fizeram um rastreamento para descobrir as residências que enviavam esgoto clandestino para o lago e o cheiro foi eliminado.

O Prefeito estava presente no evento de inauguração da obra. Outras ações conjuntas foram realizadas ao longo dos anos. Eventos culturais, esportivos, mutirões de limpeza, entre outros.

Quando aconteceu o acidente com o vertedouro e o lago esvaziou em poucos minutos, houve uma comoção geral e no dia seguinte o Secretário do Verde na época, Eduardo Jorge, passou o dia atendendo os frequentadores e afirmando que o lago seria recuperado. Novamente vários grupos se uniram e o lago voltou a ter vida pós tragédia. Foi mais uma luta vitoriosa em favor do verde.

Nesse momento o Parque da Aclimação também está precisando de união. Ano passado estava abandonado em função de uma briga entre um grupo de usuários e outro da proteção animal por causa dos Parquinhos infantis.

Já fizemos várias matérias a respeito, e desde setembro de 2019 o Parque está com nova administração. Muita coisa foi feita relacionada a limpeza, remoção de árvores com risco de quedas, replantio, troca dos equipamentos de ginástica da terceira idade, troca de toda parte elétrica, reforma dos banheiros e administração e principalmente na detecção dos vazamentos de água, por exemplo.

O desperdício de água que administradores do Parque e Conselheiros Gestores de anos anteriores, não se preocuparam, levou muito dinheiro dos contribuintes para o ralo. Já foram identificados vários pontos de vazamento, mas ainda existem alguns que precisam ser encontrados. A Administração do Parque tem conseguido ajuda da Sabesp nessa tarefa.

Entretanto, mesmo com todo esse trabalho de recuperação realizado principalmente durante os meses que o Parque ficou fechado, alguns frequentadores ainda insistem em fazer terrorismo e construir intrigas espalhando mentiras em redes sociais contra o trabalho que está sendo feito hoje.

Uma dessas mentiras é a afirmação de que a reforma dos Parquinhos foi um fiasco. Qualquer pessoa que visitar o Parque pode verificar que dos três Parquinhos, dois estão totalmente novos. Um terceiro que fica abaixo da Bocha, tem 14 brinquedos, sendo 10 novos e 4 mal recuperados pela empresa que fez a obra.

Esses 4 brinquedos quebrados estão sendo motivo da continuação de uma briga que reflete o desinteresse de um grupo de poucas pessoas em ajudar na boa convivência na comunidade. É o mesmo grupo que queria condenar os gatos à morte.

Vale lembrar que todos os Parques da cidade têm gatos e eles servem para impedir a proliferação de ratos. Todos do Parque da Aclimação são vacinados, vermifugados e castrados.

As disputas políticas são legítimas como são também as lutas pela melhoria da qualidade de vida da região, mas quando isso vira uma um debate baseado em injúria e difamação, todos perdem.

Foi por esse motivo que o Parque da Aclimação ficou abandonado por tantos anos e só agora está passando por um intenso processo de recuperação. As brigas afastaram frequentadores e colaboradores.

Hoje, a Aclimação é terceiro local mais visitado. Só perde para o Ibirapuera e Parque do Carmo. Algumas pessoas não sabem viver em harmonia comunitária e isso atrapalha o bom entendimento e convívio pacífico.

 

Roberto Casseb

Deixe seu comentário :D

%d blogueiros gostam disto: