Coronanavírus: como as pessoas estão lidando com o isolamento?

Com a pandemia do novo coronavírus, os governos de diversos países decretaram quarentena, suspendendo toda a movimentação dos comércios considerados não essenciais, afim de diminuir a circulação das pessoas na rua.

Após a doença começar a se alastrar rapidamente, a rotina de muita gente mudou em todo o mundo. Por orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), a população aderiu a novos hábitos, adotando a quarentena, para que o vírus não circule ainda mais entra as pessoas. Segundo especialistas, o isolamento social é uma medida necessária para evitar que o sistema de saúde seja sobrecarregado.

No Brasil, muitas empresas aderiram ao home office, os comércios fecharam, e os bancos, mercados e outros estabelecimentos com serviços essenciais, tiveram seus atendimentos reduzidos. Sem o funcionamento de espaços públicos, escolas, escritórios, os dias tem se tornado cada vez mais longos, somados a incerteza de um cenário completamente desconhecido.

A assistente de recursos humanos, Ana Carolina Correa (21), conta que sentiu os impactos em sua rotina, após a empresa em que trabalha aderir ao home office, por conta da quarentena. “Precisei arrumar um cantinho na minha casa para poder trabalhar e seguir com as reuniões. Nos primeiros dias é um pouco estranho, mas depois vamos acostumando. O mais difícil é não saber quando tudo isso vai acabar”, relatou.

Diante do cenário em que a maioria das pessoas estão em suas casas confinadas, a internet tem sido uma grande aliada para passar o tempo. Algumas instituições de ensino têm liberado cursos online gratuitos e as plataformas de streaming disponibilizaram os conteúdos mesmo para quem não é assinante de seus serviços. Muitos influenciadores e artistas também tem produzido conteúdo, afim de distrair o público em meio a pandemia. As lives no Youtube viraram febre entre os cantores e tem batido recordes de visualizações. Cantores de diversos ritmos musicais tem se apresentado e conscientizado seus fãs a respeitarem esse período de isolamento, além de ajudarem contribuindo com doações para instituições sem fins lucrativos que estão dando suporte aos mais necessitados. A sertaneja Marília Mendonça chegou a bater mais de 3 milhões visualizações em sua live e arrecadou 200 toneladas de alimentos e 500 quilos de álcool em gel para doação. Mesmo com um futuro imprevisível, os artistas esperam que os shows sirvam como um escape para os fãs que estejam ociosos ou precisem de uma distração do bombardeamento de notícias sobre o vírus.

Outra alternativa para passar o tempo é a prática de exercícios físicos. Muitos influenciadores do seguimento de saúde têm disponibilizado treinos online para seus seguidores, uma boa opção para quem já matinha esse hábito de ir à academia e também para quem quer começar a ter um estilo de vida mais equilibrado nessa quarentena.

A empresária Camila Silva (29), conta que resolveu começar a praticar exercícios como uma forma de passar o tempo nesse período. “Geralmente na correria do dia a dia, não damos muita prioridade para atividades físicas. Nesse momento de isolamento tenho reservado alguns minutos do meu dia para praticar exercícios que vejo no Instagram. Está sendo muito bom tirar esse tempo para mim” disse.

Durante nossa rotina habitual, os nossos compromissos são o que fazem nossa agenda. Temos horário para pegar o ônibus, entrar no trabalho, almoçar, estudar, entre outros afazeres. Sem essa regularidade, as pessoas estão fazendo o que podem para ocupar o tempo livre nesses dias de quarentena. “Estou tentando equilibrar as demandas simultâneas de trabalho, educação, família e também de lazer, para não surtar”, conta Camila.

Não é fácil se adaptar a um cenário completamente novo e desafiador, onde somos cercados de incertezas e a situação parece não ter controle, mas se todos fizerem sua parte, essa fase logo irá passar e retomaremos nossas vidas normais.

Ana Vitória Bispo
#Vaificartudobem #Fiqueemcasa 

Deixe seu comentário :D

%d blogueiros gostam disto: