Carreata em defesa do Parque da Aclimação

carreata

Carreata em defesa do Parque da Aclimação

No domingo, dia 17 de janeiro, aconteceu uma carreata em defesa do Parque da Aclimação e pela da volta da administradora Tania Casseb exonerada semana retrasada. A iniciativa partiu de Ricardo e Alessandra, proprietários do King Coco, e contou com imediato apoio de amigos e frequentadores do Parque da Aclimação. Esse grupo também teve a iniciativa de produzir um abaixo-assinado digital que reuniu mais de 500 assinaturas em menos de uma semana.

Entre os presentes na carreata, estava o baterista, Gel Fernandes, da banda Rádio Táxi, o ator, escritor e cineasta, Vicentini Gomes, o advogado da causa animal, doutor Luciano Di Paoli, o jornalista, Daniel Yazbek, entre outros. Todos os presentes eram moradores da Aclimação e frequentadores do Parque.

A concentração foi em frente ao King Coco e o trajeto escolhido foi de uma volta em torno do Parque, passando pela rua Pedra Azul, Muniz de Sousa, Maracaí, Aporá, Sebastião Carneiro, Basílio da Cunha e voltando ao King Coco. Antes da saída, Ricardo, Daniel e Luciano falaram sobre a importância de defender o Parque e manter Tania Casseb no cargo de administradora.

Mais de 20 carros acompanharam uma Kombi com equipamento de som, onde Daniel Yazbek contava um pouco sobre a história do Parque e sobre as melhorias feitas nos 16 meses da gestão de Tania.

O cortejo fez uma parada rápida em frente à entrada principal do Parque na Muniz de Sousa, onde Daniel e Luciano falaram em defesa da diversidade do Parque e preocupados com o futuro do Jardim da Aclimação, uma vez que este está à deriva e sem administração.

Quem acompanhou de perto o trabalho da Tania sabe como foi a luta de recuperar o Parque, que estava abandonado e sofrendo com péssimas gestões nos últimos anos. Brigas internas entre um grupo de frequentadores que atacavam os gatos e voluntários da proteção animal criaram uma disputa perigosa para o equilíbrio e a paz que a primeira área verde urbana tombada no Brasil merece.

A infraestrutura do principal equipamento público de lazer estava toda deteriorada. A parte elétrica estava um caos, vazamentos de água produziam contas que chegavam a 50 mil reais por mês.

A estrutura dos banheiros e da administração com total falta de manutenção, dezenas de árvores com risco de queda colocando a vida de usuários em perigo, além de limpeza e poda feitas sem regularidade, o Jardim Japonês coberto de mato, as trilhas verdes do Bosque destruídas, muita sujeira, Parquinhos infantis quebrados, aparelhos de ginástica precisando ser trocados, entre outros problemas.

Seu

Durante 16 meses, o trabalho de recuperação foi intenso. A poda regular foi retomada, a parte elétrica foi toda trocada, mais de 40 vazamentos foram encontrados e consertados e a conta de água foi reduzida para 18 mil reais, ou seja, em um mês, a economia corresponde ao salário de quase um ano da Administradora.

Outras ações também foram importantes, como a reforma dos Parquinhos e dos aparelhos de ginástica, em emenda parlamentar do ex-vereador Dalton Silvano.

O plantio retornou com mais de 50 árvores, e o cuidado com os animais se intensificou com a imediata captura de gatos e jabutis abandonados, que eram logo encaminhados à zoonose ou grupos de voluntários da proteção animal.

Após a reabertura do Parque por conta da flexibilização da pandemia, frequentadores criaram um grupo de voluntários para a realização de Mutirões de Limpeza e ajudaram na conscientização sobre o lixo no Parque e em sua volta.

Infelizmente, para os verdadeiros defensores do Parque da Aclimação, Tania Casseb, que sempre participou das lutas históricas em defesa do Parque desde seu Tombamento em 1985, foi exonerada.

Essas mudanças acontecem de tempos em tempos e o critério de bom trabalho não é levado em conta. A Secretaria do Verde e Meio Ambiente (SVMA) alegou corte de gastos além de cometer um erro estratégico. A preocupação agora é que as brigas internas voltem a acontecer e o Parque tenha novamente problemas na sua manutenção e administração.

A reportagem ouviu a Sra. Tania Casseb que agradeceu a oportunidade de ter contribuído na recuperação estrutural do Parque e as manifestações de apoio de amigos, frequentadores e grupos de proteção animal. Tania afirmou que sua missão foi cumprida, que está em paz com o trabalho realizado e que poderia voltar às suas atividades profissionais.

Deixe seu comentário :D

%d blogueiros gostam disto: