Amazônia: G7 dará R$92 milhões para combate as queimadas

A cúpula do G7 anunciou hoje (26/8), por intermédio do presidente Francês Emmanuel Macron, que enviará para cerca de R$ 92 milhões (20 milhões de euros) para auxiliar nas ações de combate as queimadas na Amazônia.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, questionou o interesse de Macron: “Não podemos aceitar que um presidente, Macron, dispare ataques descabidos e gratuitos à Amazônia, nem que disfarce suas intenções atrás da ideia de uma ‘aliança’ dos países do G-7 para ‘salvar’ a Amazônia, como se fôssemos uma colônia ou uma terra de ninguém”, afirmou nas redes sociais.

Para o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a posição do G7 é “uma excelente medida, é muito bem-vinda”. Ele ainda destacou que o povo brasileiro e o governo é quem ganham.

Seguindo a mesma na mesma linha de Salles, Ricado Maia, presidente da Câmara, também disse: “Não vejo problema do Brasil aceitar ajuda nessa e em outras áreas, contanto que fique claro que a região amazônica, como todo território nacional, a soberania é do Estado brasileiro”, declarou ele, que participou de um seminário do Superior Tribunal de Justiça, em Brasília.

No final de semana, Israel também manifestou seu apoio as ações e enviará uma aeronave especializada para colaborar nas ações.

Repórter: Vitor Gomes – Equipe Jornal Aclimação & Cambuci.
Twitter: @vitaojornalista

Deixe seu comentário :D

%d blogueiros gostam disto: